7 de jan de 1984

O acerto irregular

Os poeres não chegavam
Os luares não passavam
O tempo se arrastava
Como nunca havia antes

Antes ufânicas, vagas idéias
Agora vagueiram por essas terras
Anjos caídos de alturas
Pousando como plumas

Você apareceu
Vida entardeceu
Verdadeà vida veio
Brotando do fundo do seio

Os poeres chegam logo
Os luares, no céu fogos
Aos céus peço aogra
Que não te levem em má hora

E má hora que não veia
Boa hora pereneia
Conforto que me bate
Do sermão do Abade
Divindade, sacra pureza
Descanso o sonho em sua beleza